terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Elixir da juventude?

"Embora diferentes correntes das áreas da saúde e do bem-estar indicam que hábitos saudáveis são a melhor forma de garantir uma terceira idade com mais qualidade de vida, os cientistas continuam procurando a fórmula para a "vida eterna".

Recentemente, cientistas franceses conseguiram recuperar a juventude de células doadas por centenários, ao reprogramá-las para o estágio de células-tronco, provando, em tese, que o processo do envelhecimento pode ser reversível.

Segundo o cientista Jean-Marc Lemaitre, encarregado da pesquisa pelo Instituto de Genoma Funcional, o resultado do estudo que permitiria apagar marcas do envelhecimento celular, é um divisor de águas entre as atuais técnicas voltadas ao combate a doenças degenerativas e uma nova etapa da medicina regenerativa.

A grosso modo, a experiência consiste em reprogramar "in vitro" células idosas transformando-as em células-tronco pluripotentes IPSC (sigla em inglês para células-tronco pluripotentes induzidas). Dessa forma, os cientitas recuperaram a juventude e as características originais das células-tronco embrionárias (HESC). Com isto, estas células podem se diferenciar e dar origem a células de todos os tipos, como neurônios, células cardícas, estruturas do fígado e da pele.

Para a equipe de cientistas franceses, a grande contribuição do experimento é compreender melhor o envelhecimento e corrigir aspectos patológicos, abrindo oportunidades de solução para males como o de Alzheimer e Parkinson."

Fonte: Maturidade Saudável - O Dia

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

II Tropa de Baton chega ao fim

Saiba mais sobre tudo o que aconteceu durante o II Seminário de Lideranças Femininas para a Política Tropa de Baton, do PTB Mulher, em www.ptbmulher.org.br. Confira fotos do evento em www.facebook.com.br/ptbmulhernacional.

sábado, 12 de novembro de 2011

II Tropa de Baton: Roberto Jefferson diz que PTB Mulher é uma aposta forte do partido

O Presidente Nacional do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Roberto Jefferson, afirmou neste sábado (12/11/2011), na palestra sobre oratória do II Seminário Tropa de Baton, realizado no Rio de Janeiro pelo PTB e pelo PTB Mulher, que a mulher é muito mais aberta a aprender e apta a ouvir. Segundo O Presidente, o PTB é um partido político que conquista as massas, “e a conquista se dá através do verbo, as emoções que a palavra carrega, do peso que a palavra tem”. Estiveram presentes à palestra os Secretários da Executiva Nacional do Partido Norberto Martins (1º Secretário Geral), Honésio Ferreira (Comunicação) e Luiz Francisco Correa Barbosa (Jurídico).

“E a Cristiane (Presidente do PTB Mulher) percebeu isso e está construindo para nós o que eu entendo ser a célula mais importante do partido. Eu sei que, lá na frente, quando vocês chegarem a assumir a sucessão das executivas regionais e da Nacional, não vai ter mais PTB Mulher, vai ser uma coisa só, uma construção nacional feita através das mulheres”, disse o líder petebista, referindo-se ao fato do movimento ser uma aposta do PTB.

Apesar do entusiasmo de considerar que, em breve, as mulheres do movimento feminino assumam as rédeas do PTB, assim como fez Ivete Vargas, em 1980, Roberto Jefferson contou que hoje ainda é difícil consolidar o PTB Mulher em alguns estados do país devido ao machismo. Ele ressaltou que as mulheres não podem ser excluídas do partido, e que inseri-las apenas, como exemplificou, “na hora de fazer a lista e dar os nomes para fazer os 30% é incorreto”.

“Tem que permitir que elas cheguem com condições, como fez a Elaine (Matozinhos, presidente do PTB Mulher de Minas Gerais e vereadora em Belo Horizonte) na chapa mineira, que arrumou uma oportunidade para poder vencer. É essa célula que estamos plantando no partido”, destacou Jefferson.

O Presidente Nacional do PTB agradeceu o esforço e a dedicação da presidente do PTB Mulher, vereadora Cristiane Brasil (RJ), e das militantes feministas do partido no país pelo trabalho desenvolvido a nível regional e nacional.

Ele acrescentou ainda que mesmo com o árduo trabalho para formar ou consolidar o PTB Mulher nas federações, sempre apostou no movimento por ter se mostrado sempre como um projeto fraterno, que junta, soma e se multiplica favoravelmente.

“Por isso que apostei nesse movimento, que vem crescendo no PTB. Lá na frente, se depender de mim, vai ter que ter um PTB Homem, porque as mulheres vão prosperar”, concluiu Jefferson.

Cristiane Brasil abre o II Tropa de Baton, ressaltando a importância do planejamento estratégico

Pontualidade, respeito, comprometimento e diversão. Ressaltando essas regras, a Presidente Nacional do PTB Mulher, Vereadora Cristiane Brasil (RJ), abriu, neste sábado (12/11/2011), os trabalhos do II Seminário Tropa de Baton, na cidade do Rio de Janeiro. Idealizado pelo movimento feminino da legenda trabalhista, a iniciativa tem como objetivo ampliar a representação do PTB Mulher a nível nacional e formar, cada vez mais, “mulheres dignas de poder no meio político”.

Cristiane destacou a relevância de se fazer um planejamento estratégico. “Para crescermos e progredirmos, mesmo na política, é preciso conseguir nos ajustarmos, sempre, a um novo contexto”, disse. “A nossa proposta aqui é ajustar os interesses do PTB, considerando as modificações externas nos ambientes econômico, social, tecnológico e político.”

A líder do movimento explicou, ainda, às militantes que o planejamento estratégico é direcionado à solução de problemas identificados. Primeiro, disse Cristiane Brasil, é preciso que se faça um diagnóstico e, depois, que se identifique as estratégias que serão utilizadas para combater os problemas. Entretanto, como observou, não adianta abranger um todo, é preciso ter um foco principal.

Cristiane enfatizou, portanto, que a meta do planejamento estratégico é dar às bases os instrumentos necessários para que se possa permitir a um partido, e aos movimentos, como o PTB Mulher, que se perpetuem, “mesmo dentro de condições mutáveis, cada vez mais adversas, em seus contextos de negócios”.


“Política é como uma nuvem. Uma hora está de um jeito, outra hora, de outro. E a gente tem que entender que a política é um ambiente de condições adversas”, afirmou.


Após a apresentação de abertura, que teve encenação similar ao treinamento do BOPE, baseada no filme Tropa de Elite, do diretor José Padilha, Cristiane Brasil deu continuidade ao seminário, chamando as palestras seguintes, Presidente de Honra do PTB Mulher, Marli Iglesias; da 2ª Secretária de Comunicação do PTB Mulher, Ivana Souza; e do Secretário Jurídico do PTB e do PTB Mulher, Luiz Francisco Barbosa.
Ao fim da manhã, as recrutas participantes do II Tropa de Baton foram brindadas com a presença do Presidente Nacional do PTB, Roberto Jefferson.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

II Tropa de Baton vem aí

Terá início nesta sexta-feira, 11/11/2011, o II Seminário de Lideranças Femininas para a Política Tropa de Baton, promovido pelo PTB e pelo PTB Mulher. O evento reunirá, durante três dias, no Rio de Janeiro, cerca de 100 petebistas de todo o Brasil, para debater estratégias de participação na política e no processo de gestão dos partidos. A intenção é contribuir para a capacitação, o treinamento e a formação profissional, de fato, de mulheres que estejam interessadas em assumir o papel de protagonistas no cenário político-partidário brasileiro.

Com vistas às eleições municipais do próximo ano, a Presidente Nacional do PTB Mulher, Vereadora Cristiane Brasil (PTB/RJ), não tem poupado esforços no sentido de consolidar o movimento nos estados e municípios do País. Como resultado, o partido vem conseguindo renovar sua militância feminina, arregimentando mulheres que se identificam com a filosofia trabalhista e prometem fazer barulho no pleito de 2012.

“O PTB Mulher, mais uma vez, sai na frente e aposta no constante treinamento e capacitação não só de seus quadros, mas também de possíveis interessadas em integrar o movimento. Promovemos e incentivamos a participação de mulheres em cursos, seminários e palestras no Brasil e no exterior. Além disso, vamos periodicamente às ruas, com eventos e ações sociais de médio e grande porte, para divulgar o movimento e, assim, atrair novas lideranças. Temos que aproveitar oportunidades e atrair mulheres para estarem presentes, efetivamente, na política”, afirma a Presidente, que vai além: “acredito que o potencial feminino é indispensável à política e aos partidos e a participação crescente das mulheres nas grandes discussões e centros de poder, fundamental à democracia”.

Lideranças petebistas de diversos estados marcarão presença no evento, entre elas a Vice-Presidente Nacional do PTB Mulher e Presidente Estadual do PTB Mulher-SP, Marlene Campos Machado; a gaúcha Marli Iglesias, Segunda Vice-Presidente do movimento; a Presidente do PTB Mulher-MG, Elaine Matozinhos; do PTB Mulher-CE, Quitéria Vieira; do PTB Mulher-RJ, Vera Gorgulho; do PTB Mulher-PI, Rita Leite; do PTB Mulher-BA, Evana Gomes; e do PTB Mulher-MS, Claire Ramona.

Acompanhe no site oficial e nas redes sociais do PTB Mulher a cobertura completa e em tempo real do II Seminário Tropa de Baton.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Cristo Redentor 80 anos - Parabéns povo do Rio de Janeiro




Cristo Redentor, braços abertos...para todas as raças, povos ou religiões. É assim que vejo este símbolo maior do Rio de Janeiro e do Brasil, que há exatos 80 anos está a nos abençoar, testemunhando durante este tempo, recuos e avanços da Cidade Maravilhosa.



Mais do que um monumento de fé, o Cristo Redentor supera ainda mais, por conta de representar o verdadeiro espírito de hospitalidade e de alegria de viver do carioca, que é capaz de tratar com deboche e bom humor até suas mazelas.



Minha oração é para que, sob o mesmo olhar de impávida ternura e braços abertos, porém acolhedores, o Cristo Redentor continue eternamente abençoar-nos a todos. Parabéns povo da Cidade Maravilhosa, verdadeiro merecedor deste monumento mundial de fé e paz.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Saiu o resultado final do I Concurso de Contos para Idosos da SESV


É com imenso prazer que comunicamos o resultado final do I Concurso Cultural de Contos para Idosos da SESQV. Confira na lista abaixo os quatro vencedores do Prêmio Rubem Fonseca, no valor total de R$ 5 mil:


1º lugar: Marlene da Silva Leal;

2º lugar: Lucia Vargas Guimarães;

3º lugar: Aluísio Machado da Cruz;

4º lugar: Helena Zylberberg.


À primeira colocada será entregue prêmio no valor de R$ 2 mil. A autora do segundo melhor conto será premiada com R$ 1.500,00. O terceiro colocado receberá R$ 900,00 e estão reservados R$ 600,00 para a autora do quarto melhor texto.


A cerimônia de premiação será realizada no dia 19 de outubro, às 10h30, no Auditório 01 do Centro Administrativo São Sebastião (CASS). Parabéns a todos os concorrentes, em especial aos vencedores, e até o ano que vem!

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Campanha do Feijão Amigo do PTB Mulher-RJ arrecada mais de 1 tonelada do alimento

A união, realmente, faz a força! E a Campanha do Feijão Amigo do PTB Mulher-RJ é prova disso. Em pouco mais de 30 dias, foram arrecadados exatos 1.311 kg de feijão em todo o município do Rio, que, desta vez, beneficiarão três comunidades cariocas: Pavuna, Brás de Pina e Vila Vintém.

Tudo isso só foi possível porque o movimento contou com a ajuda incansável de seus membros na capital fluminense, assim como de amigos e parceiros do PTB e do PTB Mulher-RJ – pessoas que se empenharam para nos ajudar a fazer a diferença!

Na Pavuna e na Vila Vintém, as festas de entrega do feijão arrecadado acontecerão nesta quarta-feira, 05/10/2011, a partir das 9h. Os eventos acontecerão no Clube Pavunense e naTravessa Lomas Valentinas, respectivamente. A data de entrega para a comunidade de Brás de Pina ainda não foi definida.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

"Governo acaba com fator previdenciário"

A notícia é do jornal Valor e dá conta de que o Ministério da Previdência Social pretende concluir até o final de setembro uma proposta de substituição do fator previdenciário - mecanismo criado pelo governo para inibir as aposentadorias. Três alternativas estão em discussão: estabelecer uma idade mínima, elevar o prazo mínimo de contribuição ou uma fórmula mesclando as duas variáveis anteriores.


Segundo ainda a matéria, o governo não aceitará que os cofres da previdência tenham qualquer prejuízo com o substituto do fator previdenciário. Pois, nas contas do governo, de 1999 a 2010, o fator permitiu economia de R$ 31 bilhões aos cofres públicos. Para este ano, segundo a matéria do Valor, a economia deve ser de R$ 9 bilhões.


Porém, a revelação maior da matéria é o reconhecimento pelo governo de que errou ao instituir o fator previdenciário, pois estudos da própria previdência oficial revelaram que a regra teve como maior efeito a redução do valor das aposentadorias e não em adiá-las, como apregoado como objetivo inicial.


Ou seja, na verdade, os aposentados acabaram por pagar a conta do equívoco do governo, que preferiu, por pura incompetência ou maldade, atacar os parcos proventos de subsistência justamente daqueles que deveriam merecer um mínimo de consideração por contribuirem a vida inteira para a previdência. Seja qual for a regra a ser proposta, nenhuma pode penalizar os aposentados. Estamos atentos.


Fonte: Valor Econômico

domingo, 14 de agosto de 2011

Feliz Mês dos Pais!


Dia dos Pais - O primeiro herói



Neste Dia Especial dos Pais, gostaria de oferecer esta bela oração a todos aqueles que, como o sol que brilha nesta linda manhã de domingo, iluminaram com ensinamentos, amor e paixão os primeiros passos nos caminhos da vida.

Pai!

Pai nosso de todos os dias,

Imagem e semelhança Daquele lá do céu,

Um ser especial, um companheiro fiel...

Fonte de amor, esperança e sabedoria!

Tudo o que sabemos e somos, aprendemos contigo. Ensinaste-nos dando exemplos, fazendo! Assim crescemos, fazendo e aprendendo, sempre vendo em ti, um exemplo, um amigo.

De ti, trazemos no sangue e nos nomes, gotas e pedacinhos, verdadeiros símbolos de amor e de carinho, que se integraram à nossa vida, fazendo parte do nosso ser.

Ser pai é mais que missão, é exercício pleno do amor, através da entrega e da doação. É dar a própria vida, para que os filhos possam viver!

Pai! Obrigado pela Vida!


segunda-feira, 11 de julho de 2011

10 de julho de 2011

Ontem fiquei sabendo que minha avó materna, de 94 anos, havia falecido na noite anterior. Peguei a família e fui ao seu velório em Petrópolis. Lá chegando, fitei os olhos marejados e cansados de minha mãe e de minha tia, que durante todo o tempo que se passou entre a primeira isquemia e o seu óbito, estiveram vigilantes, revezando-se para proporcionar-lhe os melhores cuidados e fazer suas últimas vontades.


Sabe, minha avó Alice foi um exemplo em diversos aspectos. Com seus acertos e erros, com sua firmeza, sua vontade de viver, ela merece ser lembrada e copiada. Começou a trabalhar muito jovem. De família humilde, não teve grandes estudos, mas aprendeu desde nova a fazer seu dinheiro render. Meu avô, funcionário de carreira do Banco do Brasil, morreu quando eu era bem criancinha e ela, viúva, foi comprando dois apartamentos para si, um em Cabo Frio, para passar férias, e, posteriormente, outro em Copacabana, o Bairro dos Idosos Cariocas, para onde vinha no inverno, quando Petrópolis esfriava muito, jogar biriba e passear com as amigas.


Independente, inteligente, dona do seu nariz, viajou enquanto pode para onde quis. Conforme foi ficando mais idosa, seu medo de ter algum piripaque longe de casa a impediu de continuar. O avanço dos anos também lhe trouxe alguns problemas, como a perda parcial da visão e a piora na circulação dos membros inferiores. Houve um tempo em que ela perdeu o movimento das pernas e ficou numa cadeira de rodas. Mas sua determinação em voltar a andar foi mais forte – e vovó andou quase até o fim da vida com a ajuda da bengala.

Vovó era de uma lucidez impressionante. Uma das coisas que sempre notei foi seu gosto por palavras cruzadas, sudoku e baralho. Não tenho certeza se realmente funciona, mas ela sempre me disse que o cérebro precisa de exercício. E no caso dela deu muito certo! Lembrarei para sempre dos seus bolinhos de banana e de chuva e também dos suspiros que fazia, especialmente quando tive hepatite, aos oito anos.

Minha avó também segurou as pontas lá de casa enquanto minha mãe teve que cuidar do meu irmão doente no exterior. Ficavam ela e minha irmã assistindo a Hebe Camargo e Silvio Santos na TV – além de todas as novelas, claro. Aliás, só conheci os programas do SBT por causa dela!
Vovó não sabia nadar, mas adorava uma praia. Quantas vezes fui com ela para Cabo Frio na infância e lembro de ficarmos boiando no raso quando o mar estava calmo... E também não me esqueço do dia em que uma onda imensa derrubou-a na beirinha da areia! Só não sei se foi na praia da Barra ou Copa, mas que susto deu na “veia” e em todos nós!

Mais tarde, vovó começou a fazer uma linda colcha de crochê para mim, mas a piora da visão a fez parar no meio. Não satisfeita pelo presente não entregue, pagou uma senhora para terminar, anos depois, e me deu.


Sempre me ofertou conselhos sobre fazer economias e sobre relações amorosas. Vovó era feminista sem ser militante e uma admiradora do meu trabalho. Dizia que o homem tinha que gostar mais da mulher que o inverso. Praticamente uma sábia, minha avó.

Vovó reclamava da terceira idade, das limitações e, especialmente, da gradativa perda da autonomia. Ainda mais ela, tão auto-suficiente... Ano passado ela teve uma isquemia às vésperas dos seus 93 anos. O resultado foi a paralisia parcial dos movimentos do lado direito, piora acentuada da visão e da memória. Dali por diante ficou completamente dependente e um pouco mais impaciente com a vida. Nos raros momentos de plena lucidez, reclamava que estava desgostosa de continuar vivendo daquela maneira, sem ter muito que fazer, dependendo de tudo e de todos. Algumas de suas poucas diversões se resumiam a ouvir TV e passar o tempo apertando aquele plástico de bolinhas com a mão esquerda.


Neste um ano e pouco de vida, teve o melhor tratamento e a atenção desdobrada da minha mãe e minha tia. Equipes de enfermeiras e fisioterapeutas se revezavam nos seus cuidados. Vovó Alice estava sempre asseada, penteada e cheirosa, com muito respeito, carinho e dignidade. E nem por isso deixou de sofrer alguns revezes. Minha mãe relatou que, certa vez, uma técnica de enfermagem de pouca idade foi contratada, e que quando foi ao quarto para vê-la, vovó estava com um bicão. Mamãe perguntou-lhe o que havia acontecido e ela, receosa, falou que a moça tinha sido grosseira. Mamãe pediu-lhe que relatasse tudo na frente da profissional e depois indagou à jovem se aquilo era verdade. Com a confirmação, mamãe dispensou-a e, com toda calma, aconselhou-a a desenvolver a paciência e um profundo respeito ao próximo antes de escolher trabalhar com pessoas idosas.


Fico pensando nas idosas e idosos que ficam a mercê da impaciência e do desrespeito alheio, daqueles que não têm condições de arcar com essas despesas e das pessoas que têm, mas não conseguem acompanhar de perto os cuidados prestados aos seus idosos, por conta dos afazeres do dia-a-dia. Fico pensando em todos esses vulneráveis, dependentes, que são vítimas de toda sorte de violência, abandono, negligência. Penso todos os dias em tudo o que fazemos, podemos e devemos fazer cada vez mais para ajudar não só a esses idosos, mas também às suas famílias para poderem proporcionar-lhes uma vida digna e prazerosa até o fim.


Digo que minha avó é um exemplo, pois não deixou despesas para ninguém. Todo seu tratamento e até mesmo seu funeral foram custeados com o dinheiro de sua pensão e economias. Desde muito cedo ela entendeu a importância de usufruir da vida sem ser perdulária, de economizar e investir no futuro. Iguais a ela, poucas pessoas conheço.


Meu trabalho também é fazer com que as pessoas se preparem para a velhice, para viver esses anos a mais que a medicina e a tecnologia nos deram com saúde, paz e qualidade de vida. Sem planejamento, o resultado pode ser muito ruim.


Ontem apagou-se a chama da vida da minha avó querida, que descansou. E se fortaleceu no meu coração a chama da esperança de poder modificar o mundo, dentro das minhas competências e com a ajuda do nosso Prefeito, dos amigos e parceiros, para fazer com que o Rio seja casa vez mais uma Cidade Amiga dos seus Idosos, a quem dedico todo meu trabalho, com muito carinho e amor. Em homenagem aos avós Heitor e Alice, que se foram, e aos avós Roberto e Neusa, que completaram recentemente 60 anos de casados, a quem dedico um beijo especial.

Participe do I Concurso de Contos para Idosos da SESQV

quarta-feira, 29 de junho de 2011

quarta-feira, 15 de junho de 2011

'Não' à violência contra idoso

Hoje é o Dia Mundial de Combate à Violência contra a Pessoa Idosa. É inacreditável, mas, apesar dos avanços na legislação e das políticas públicas que protegem o idoso, abusos e agressões ainda fazem parte do cotidiano de muitos.

A violência contra vovôs e vovós, porém, foge ao padrão tradicional dos crimes urbanos dos quais tomamos conhecimento no dia-a-dia. É que, na maioria das vezes, o crime acontece no ambiente doméstico, já que, segundo registros oficiais, são parentes de primeiro grau ou cuidadores os principais agentes agressores.

Outra característica é que são crimes invisíveis aos olhos das autoridades, pois muitas das vítimas se recusam a denunciar, temendo perder o pouco do laço familiar que lhes restam. São inúmeros furtos e roubos de pensões e aposentadorias, agressões e maus-tratos que não fazem parte dos registros oficiais de violência contra o idoso.

Contra esta trágica realidade é que devemos lutar e denunciar sempre. Digo e repito: se o crime é silencioso, façamos barulho denunciando aos órgãos competentes ou à primeira delegacia. E aqui vão alguns contatos das entidades que lutam pelo idoso:
  • Secretaria de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida (SESQV) da Prefeitura do Rio: 2976-3711
  • Prefeitura do Rio: 1746
  • Delegacia de Atendimento à Pessoa de 3ª Idade (DEAPTI): 2333-9272
  • Polícia Militar: 190
  • Ministério Público-RJ: 127

terça-feira, 14 de junho de 2011

II Concurso Nacional de Monografias do PTB Mulher: prazo prorrogado

Uma super novidade: o II Concurso Nacional de Monografias do PTB Mulher teve prazo ampliado. Agora, os interessados poderão enviar seus trabalhos até 30 de setembro e concorrer à premiação total de R$ 17 mil, que será dividida entre os três primeiros colocados (R$ 10 mil, R$ 5 mil e R$ 2 mil, respectivamente). Todos valores líquidos, livres de impostos.


O principal objetivo do Concurso é aproximar os jovens brasileiros da discussão política, através da reflexão, pesquisa e produção literária. Para concorrer, é preciso estar cursando uma universidade ou ser portador de diploma de terceiro grau. Os textos precisam ser inéditos e individuais.


Os concorrentes terão de debater, em, no máximo, 70 laudas, a questão previdenciária no País, destrinchando o tema: “Previdência Social no Brasil: soluções do passado, desafios do presente, incertezas do futuro”. Como subtemas relacionados, os organizadores do Concurso indicam: “A Previdência ideal e a realidade atuarial do sistema"; “Idade mínima para a aposentadoria: como envolver a sociedade na discussão de questões tão sensíveis e fundamentais para todos?”; e "O Estatuto do PTB e a Previdência no Brasil: quais são os modelos propostos pelos partidos e o que melhor funciona para o País?".


"A questão previdenciária vem sendo discutida, calorosamente, em todo o mundo e, em nosso País, este debate se faz mais que necessário. O que pensam os brasileiros sobre o assunto? O PTB Mulher quer ouvir a sua resposta", convida a Presidente Nacional do movimento, Cristiane Brasil.


Para mais informações sobre o Concurso, basta acessar o regulamento completo no site oficial do PTB Mulher, www.ptbmulher.org.br. Visite também o blog do movimento: www.ptbmulhernacional.blogspot.com.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Nota Oficial

Informo que, na semana passada, em reunião da Executiva do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) ficou definido que eu faria um breve retorno à Câmara Municipal do Rio de Janeiro, para agilizar a posse do segundo suplente de vereador, garantindo, assim, a representatividade partidária do PTB.




Durante esses poucos dias em que estive na Câmara e seguindo o regimento interno e o parecer da Procuradoria desta Casa de Leis, exonerei e renomeei os 20 funcionários, para me auxiliarem de terça, 17 de maio, à quinta, 19 de maio.




No mesmo dia 19 de maio, em que foi publicada a minha recondução ao cargo de Secretária de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida (SESQV), exonerei os 20 funcionários, tendo em vista que o gabinete ficará fechado, sem vereador, aguardando a posse do segundo suplente que, segundo o regimento interno da Câmara, deverá ocorrer nos próximos dias.

Atenciosamente,
Vereadora Cristiane Brasil

quinta-feira, 5 de maio de 2011

1º de Maio: constatações e reflexões II



Ainda sobre o Dia do Trabalho, o comentário de um internauta ao meu artigo "1º de Maio: constatações e reflexões" (leia logo abaixo aqui no Blog), alertou-me para a situação do trabalho infantil no País, cuja vergonhosa e dramática realidade passou ao largo da propaganda oficial, mesmo durante as recentes comemorações pela data. O debate sugerido pelo atento amigo é mais que oportuno, pois a exploração do trabalho infanto-juvenil esconde milhares de dramas, os quais, muitas vezes, ficam camuflados em estatísticas, que somente são lembradas de tempos em tempos, principalmente nos períodos eleitorais.


Na verdade, a questão é real e presente no cotidiano de todos nós, sejamos moradores dos grandes centros ou não. Nas cidades, o trabalho infantil nos semáforos é a parte mais visível da exploração infanto-juvenil. Enquanto que no interior, os abusos chegam semelhantes ao regime da escravidão.


Pelos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), mais de 4 milhões de crianças e adolescentes, entre cinco e 15 anos, trabalham no Brasil, contrariando proibição da própria Constituição Brasileira, que estabelece a idade de 16 anos incompletos para começar a trabalhar. Além da Lei Maior, vários outros dispositivos legais e inúmeras políticas sociais de apoio às famílias tentam impor limites à exploração, mas os resultados estão longe, muito longe do aceitável.


Considero que o problema vitima o Brasil como um todo, pois nenhuma justiça social se fará presente enquanto relegarmos milhões de pequenos brasileiros à ignorância e à pobreza, por conta de terem como única forma de sobrevivência o trabalho precoce.

Maio é o Mês das Mães!



domingo, 1 de maio de 2011

1º de maio: constatações e reflexões

Estamos em 1º de maio de 2011, Dia Mundial do Trabalho. A mídia, nos últimos meses, vem ressaltando algumas conquistas do Governo em relação à questão do emprego no País.


Recentemente, foi anunciado um recorde na criação de novos postos de trabalho: segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), no primeiro trimestre do ano foram gerados no Brasil 583.886 novos empregos formais. Com relação aos salários, as notícias oficiais também são positivas: de janeiro a março de 2011, os salários médios de admissão apresentaram um aumento real de 2,92%, em relação aos mesmos três meses de 2010. E no período compreendido entre o primeiro trimestre de 2003 e o primeiro trimestre de 2011, os salários médios de admissão evidenciaram um aumento real de 32,28%.


Em relação à geração de emprego para profissionais de mais idade, a tendência de melhora também existe. Dados atualizados do IBGE mostram que de 2003 ao primeiro trimestre de 2011, o número de pessoas com mais de 50 anos que estão trabalhando nas seis principais regiões metropolitanas do País – Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre – cresceu 56,1%, enquanto o aumento médio da população empregada foi de 19,8%. Esses profissionais representam hoje 21,8%, da força de trabalho brasileira, enquanto há oito anos significavam 16,7%.


Há de se comemorar, sim, os avanços. Mas a necessidade de reflexão e de mudanças mais contundentes ainda existe. Foram décadas de lutas e sacrifícios em prol de direitos que garantiram certa dignidade ao trabalhador. Temos um bom sistema de proteção a quem trabalha, que, no meu entendimento, deve ser incentivado. Apesar disso, a situação de muitos brasileiros ainda é bastante diferente de uma realidade justa. Não são raros os casos de desrespeito, discriminação e humilhação contra os trabalhadores. Muitos deles vivendo, até, de forma semelhante aos regimes de escravidão. Isso mesmo, escravidão!


Importante também discutir-se a questão da desigualdade entre os gêneros. Estudos econômicos já provaram por "a + b" que, além de terem dupla jornada de trabalho (dentro e fora de casa), as mulheres ganham menos para ocupar os mesmos postos que os homens. As mulheres representam a maioria da população brasileira, estão, cada vez mais, ocupando cargos de chefia e poder dentro das empresas e, cada vez mais, sendo as principais mantenedoras do lar. A equiparação salarial é mais que uma necessidade. É um direito.


Em se tratando da terceira idade, o que posso dizer é que temos uma das melhores e mais avançadas legislações no que diz respeito à proteção e à promoção dos direitos dos idosos. Temos um bom leque de políticas estruturantes para atender às suas necessidades. Não no que diz respeito ao trabalho, no entanto. Quando se trata de oferecer oportunidades de emprego a esta parcela da população, o cenário, no Brasil, ainda é extremamente desigual e avança de forma muito lenta. Por puro preconceito. Negligenciar a experiência daqueles que ainda têm muito a colaborar para o crescimento do País é, no mínimo, sinal de atraso. Um atraso que o Brasil não pode mais bancar.


O legado de riqueza e prosperidade de uma Nação depende única e exclusivamente de seu povo trabalhador. Por isso, a luta deve ser sempre pela expansão de oportunidades para jovens, adultos e idosos. Isto, sim, é justiça social: trabalho e, por conseqüência, dinheiro no bolso do trabalhador.

sábado, 30 de abril de 2011

Percentual de idosos na população segue em crescimento, diz Censo

Em números absolutos, país tem mais idosos do que crianças de até 4 anos

Por Carolina Lauriano e Nathália Duarte

Nas últimas décadas, o Brasil tem registrado redução significativa na participação da população com idades até 25 anos e aumento no número de idosos. E a diferença é mais evidente se comparadas as populações de até 4 anos de idade e acima dos 65 anos. Em 2010, de acordo com a Sinopse do Censo Demográfico divulgada nesta sexta-feira (29), o país tinha 13,8 milhões de crianças de até 4 anos e 14 milhões de pessoas com mais de 65 anos.

A sinopse, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresenta os primeiros resultados definitivos do último recenseamento. Alguns números divulgados preliminarmente em novembro de 2010 foram ajustados, a exemplo do total da população, com a inclusão de estimativas sobre a população dos domicílios considerados fechados durante a coleta de dados.

De acordo com o IBGE, o grupo de crianças de 0 a 4 anos do sexo masculino, por exemplo, representava 5,7% da população total em 1991, enquanto o feminino representava 5,5%. Em 2000, estes percentuais caíram para 4,9% e 4,7%, chegando a 3,7% e 3,6% em 2010. Enquanto isso, cresce a participação relativa da população com 65 anos ou mais, que era de 4,8% em 1991, passando a 5,9% em 2000 e chegando a 7,4% em 2010.

Em 1991, o grupo de 0 a 15 anos representava 34,7% da população. Em 2010 esse número caiu para 24,1%. Já entre a população com mais de 65 anos correspondia, em 1991, a 4,8% da população e passou para 7,4%, em 2010. “Isso significa que há menos crianças e adolescentes no país do que há 10 anos e que a população de idosos aumentou”, afirma Fernando Albuquerque, gerente da Coordenação de População e Indicadores Sociais do IBGE.

O Brasil tem, segundo o Censo 2010, 45.932.295 pessoas entre 0 e 14 anos; 34.236.060, entre 15 e 24 anos; 46.737.506, entre 25 e 39; 34.983.120, entre 40 e 54; 14.785.338, de 55 a 64 anos; e 14.081.480 com mais de 65 anos.

A Região Norte, apesar do contínuo envelhecimento, ainda apresenta, segundo o IBGE uma estrutura bastante jovem. A população de crianças menores de 5 anos da Região Norte, que era de 14,3% em 1991, caiu para 12,7% em 2000, chegando a 9,8% em 2010. Já a proporção de idosos na população passou de 3% em 1991 e 3,6% em 2000, para 4,6% em 2010.

As regiões Sudeste e Sul são as mais envelhecidas do país. As duas regiões tinham, em 2010, um contingente de idosos com 65 anos ou mais de 8,1%. Nesse mesmo ano, a população de crianças menores de 5 anos era de 6,5% no Sudeste e de 6,4% no Sul.

Já a Região Centro-Oeste apresenta uma estrutura etária semelhante à média nacional. O percentual de crianças menores de 5 anos em 2010 chegou a 7,6%, valor que era de 11,5% e 9,8% em 1991 e em 2000, respectivamente. A população de idosos teve um crescimento, passando de 3,3%, em 1991, para 4,3%, em 2000, e 5,8%, em 2010.

Fonte: G1 http://g1.globo.com/brasil/noticia/2011/04/percentual-de-idosos-na-populacao-segue-em-crescimento-diz-censo.html

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Vagas para idosos em universidades

Todos sabemos que o acelerado envelhecimento da população requer, por parte da autoridade pública, ações políticas adequadas que garantam a real integração dos idosos na sociedade. Também não é novidade que esta nova terceira idade é mais ativa, por isso, a busca de atualização e por novos conhecimentos tem feito com que muitos idosos troquem os bancos das praças por bancos escolares, em universidades.

Assim, um projeto de lei, do deputado Marcus Vinicius (PTB-RJ), em tramitação na Alerj, vem para facilitar o ingresso dos cidadãos idosos nas universidades, pois propõe a reserva de 3% das vagas para os postulantes com mais de 60 anos. Para o autor, a proposta é mais que oportuna, já que vem ao encontro de um anseio dos idosos, que há muito são merecedores de oportunidades especiais para voltarem aos estudos.

Concordo plenamente e acrescento que a louvável iniciativa do deputado Marcus Vinícius faz parte da conjugação de esforços, em todas as esferas públicas, cujo objetivo maior é a efetivação e melhora da qualidade de vida da população idosa do nosso estado. E a educação e a qualificação são partes essenciais na verdadeira inserção do idoso na sociedade moderna.

Para mim e para Marcos Vinícius a participação do idoso é fundamental à justiça social, bem como para a melhoria da qualidade de vida de todos nós. Por isso, digo e repito que educação é tudo na vida e não há limite de idade para a busca do conhecimento. Partilho da opinião de que o maior patrimônio da humanidade é o saber e não o ter.


Parabéns, deputado Marcus Vinícius. Tenho certeza de que sua iniciativa servirá de exemplo para o Brasil.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

inflação para idosos fica em 2,18%

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), da Fundação Getúlio Vargas (FGV), foi de 2,18% no primeiro trimestre deste ano, mostrando uma desaceleração em relação aos três meses anteriores, quando ficou em 2,46%.


Segundo a FGV, a alimentação foi o item que mais pesou nas contas dos idosos, representando 80% da taxa acumulada. Nos três primeiros meses do ano, os alimentos subiram 2,63% ante os 5,15% do período anterior. Outro fator que tem pesado bastante no bolso do pessoal da terceira idade é o de serviços, pois esta parcela da população depende mais de médicos, cuidadores e empregados domésticos, cujos os custos tiveram altas expressivas, alguns mais de 50%.


Embora tenha havido a desaceleração neste início de ano, a FVG alerta que as próximas medições poderão indicar que o custo de vida dos idosos continuará sendo pressionado, por conta, principalmente, dos reajustes nos preços dos medicamentos e planos de saúde. A expectativa dos técnicos da FGV é de que a variação, para mais, fique entre 4,5% e 6%.


A lição a seguir é pechinchar sempre, e procurar alternativas mais adequadas ao bolso de cada consumidor. Tarefa, sabemos, por demais difícil, pois as opções para os idosos, apesar dos avanços, ainda são aquém das suas necessidades.


Só espero que as autoridades sejam capazes o suficiente de manter apenas nos livros de história os malefícios da hiperinflação, de triste memória para a sociedade brasileira. A estabilidade é a base para o desenvolvimento sustentável. E a inflação é um virus que desestabiliza qualquer projeto de desenvolvimento.



quinta-feira, 7 de abril de 2011

Que tragédia é esta?

Não há palavras para exprimir a dor e o estado de choque em que nos encontramos por conta do massacre provocado por um atirador, vitimando dezenas de crianças e adolescentes numa escola da Zona Oeste do Rio, na manhã de hoje. Estarrece mais porque só tínhamos conhecimento de chacinas semelhantes através do noticiário internacional, também ocorridas em escolas e universidades, como a que aconteceu em Columbine, nos EUA, há anos atrás. Tragédias próximas doem mais, é verdade, mas, apesar das apurações e as tentativas de se desvendar os "porquês", não há explicações humanas para o inexplicável.


Neste momento, a consternação coletiva é total, mas é duro saber que a insanidade, com certeza, continuará fazendo parte do nosso cotidiano, camuflada, até que, de tempos em tempos, volte a produzir seus efeitos trágicos. Minha dor solidária para com as famílias atingidas e minha oração para que a razão sempre prevaleça ante ao terror psicopata. O Rio está de luto.

terça-feira, 29 de março de 2011

"Não tenho medo da morte..."


Aos 79 anos, morre o ex-vice-presidente da República, José Alencar. Longe de considerar uma agonia, seu legado está mais para a perseverança com que lutou pela vida, sempre tratando até com humor e deboche, o mal que o acometia há anos. Conseguia fazer do sofrimento combustível para resistir ao doloroso calvário do tratamento contra o câncer. Lutou o quanto foi possível.


Sua resistência à adversidade inexorável fica como exemplo para todos, inclusive para aqueles que insistem em enxergar bichos de sete cabeças em coisas simples da vida. Que descanse em paz, ícone de um brasileiro que amava Minas e que amava o Brasil como poucos.

terça-feira, 22 de março de 2011

Cristiane Brasil na Corrida da Mulher






Equipe SESQV: 2º lugar na Corrida da Mulher


Equipe SESQV

Equipe SESQV na Corrida da Mulher

A Secretária Cristiane Brasil abriu o revezamento da equipe SESQV

Corrida da Mulher 2011


A Secretaria de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida (SESQV) esteve presente na edição 2011 da Corrida da Mulher, realizada no último domingo, 20/03/2011, e a equipe feminina da Prefeitura do Rio não fez feio, não: no pelotão de amadoras, ficou em segundo lugar! Mais de duas mil mulheres participaram da prova. Sucesso total!

segunda-feira, 21 de março de 2011

Orkut reativado


Olá, amigos!


Passei aqui para contar que estou novamente no Orkut. Esqueçam a conta antiga. Agora é só procurar por Cristiane Brasil para me encontrar. É a página com a minha foto oficial, que também ilustra este post.


Espero todos por lá!


Um abraço carinhoso,
Cristiane Brasil

terça-feira, 8 de março de 2011

Dia da Mulher

Neste Dia da Mulher, aproveito o momento carnavalesco, quando a mulher é exaltada mais por suas curvas nuas, para lembrar que por trás de corpos sarados, outros nem tanto, de rostos lindos, outros nem tanto, também há virtudes, como o amor, o destemor, a competência, a perseverança... e mais, o diferencial da maternidade, que nos faz únicas no dom da vida. Felicito a todas com uma breve oração, de autor desconhecido, que traduz um pouco de nossos sentimentos. Parabéns mulher brasileira!

Bem aventurada a mulher que cuida do próprio perfil interior e exterior, pois a harmonia da pessoa faz mais bela a convivência humana.

Bem aventurada a mulher, que ao lado do homem, exercita a própria e insubstituível responsabilidade na família, na sociedade e no universo inteiro.

Bem aventurada a mulher chamada a transmitir e a guardar a vida de maneira humilde e grande.

Bem aventurada quando nela e ao redor dela acolhe, faz crescer e protege a vida.

Bem aventurada a mulher que põe a inteligência, sensibilidade e a cultura à serviço dela, onde ela venha a ser diminuída ou deturpada.

Bem aventurada a mulher que se empenha em promover um mundo mais justo e mais humano.

Bem aventurada a mulher que, em seu caminho, encontra Cristo: escuta-O, acolhe-O, segue-O, com tantas mulheres do evangelho, e se deixa iluminar por Ele na opção da vida.

Bem aventurada a mulher, que, dia após dia, com pequenos gestos, com palavras e atenções que nascem do coração, traça sendas de esperança para a humanidade.

Feliz Dia Internacional da Mulher!

sexta-feira, 4 de março de 2011

100% SESQV!



A Secretária Cristiane Brasil se prepara para sua sessão de ginástica matinal e aproveita para divulgar um dos principais projetos da Secretaria de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida - a Academia da Terceira Idade (ATI), que já virou febre entre os idosos do Rio. Para saber mais sobre o projeto e conhecer os endereços das 19 unidades já existentes, acesse www.rio.rj.gov.br/web/sesqv. Visite também a página da Secretaria no Facebook, em www.facebook.com/sesqv.prefeiturario.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Prefeitura entrega décima quinta Academia da Terceira Idade (ATI)

A Secretária de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida da Prefeitura do Rio, Cristiane Brasil, inaugurou, na manhã deste de domingo (27/02/2011), na Ilha do Governador, a décima-quinta Academia da Terceira Idade (ATI) da cidade do Rio de Janeiro. Localizada no Parque Manoel Bandeira, no Cocotá, a Academia é composta por 10 módulos de aparelhos, permitindo a prática de exercícios físicos aos usuários de mais de 60 anos de idade.
Na oportunidade, Cristiane Brasil explicou que as aulas na ATI serão ministradas por profissionais de educação física e acompanhadas porprofissionais de saúde, em dois turnos, de segunda à sexta. Cristiane ressaltou que “as atividades desenvolvidas nas ATIs servem para prevenir doenças, proporcionado bem-estar e qualidade de vida aos idosos".

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Capacitação no turismo para terceira idade

Nestes tempos de cortes oficiais de investimentos, o incremento da indústria do turismo pode ajudar a contrabalançar eventuais perdas em outros setores produtivos. Afinal, não é novidade que o potencial turístico do Brasil é imenso, porém, sua exploração ainda é incipiente, pois temos problemas sérios de infraestrutura e também de atendimento ao visitante.

Neste particular, há um público fiel de viajantes, que há muito não tem uma atenção especial, embora sempre fosse merecedor. Me refiro ao turista da terceira idade, cujas estatísticas oficiais confirmam ser o tipo de cliente que mais viaja pelo Brasil e exterior. São excursões de grupos de idosos praticamente o ano inteiro para todas as regiões do País.

Porém, uma parceria entre a Prefeitura do Rio, o Ministério do Turismo e a Associação Brasileira de Agentes de Viagem (Abav) dá o pontapé inicial para mudar esta realidade. Tráta-se do curso "Bem Receber o Turista da Melhor Idade no Rio de Janeiro", que estamos implementando por todo mês de fevereiro, visando à capacitação e ao treinamento de profissionais do turismo, abordando temas, como: "Cuidados de saúde, prevenção de quedas e acidentes com o turista da terceira idade"; "Receptividade e hospitalidade para o turista da terceira idade"; "Alimentação, transporte e entretenimento para a terceira idade".

A iniciativa é louvável,sim, e oportuna, pois estamos às portas de dois eventos mundiais, o de Futebol de 2014 e as Olimpíadas de 2016, e o Rio de Janeiro, como uma das cidades anfitriãs e sendo a capital da Terceira Idade, já que concentra o maior número de idosos entre as capitais do País, tem que ser exemplo no trato ao turista. E a prefeitura do Rio ciente dessa responsabilidade dá mais um passo nessa direção. São políticas públicas como esta, onde a capacitação profissional se insere, é que fazem com que o Rio de Janeiro continue merecendo o título de Cidade Maravilhosa. É para isto que estamos trabalhando.

Cristiane Brasil é secretária de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida da Prefeitura do Rio de Janeiro

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Secretaria de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida do Rio lança curso para atender turista da terceira idade

A Secretária de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida do Rio, Cristiane Brasil, deu início, na tarde da última quarta-feira, 16\02/2011, ao curso de capacitação “Bem receber o Turista da Melhor Idade no Rio de Janeiro”. Destinado à preparação de profissionais da área do turismo para o atendimento ao público viajante com mais de 60 anos, é resultado de parceria entre o Ministério do Turismo, a Associação Brasileira de Agentes de Viagem (ABAV) e Riotur.
Ao falar sobre a iniciativa , a Secretária Cristiane Brasil ressaltou que “o Rio vai ser palco de dois eventos mundiais – a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 – e nada mais oportuno do que preparar os profissionais para receber os turistas da melhor idade.”
O curso acontece no Hotel Novo Mundo, em dois turnos (manhã e tarde), e vai até o dia 25 deste mês. Mais informações pelo site http://www.bemreceberoidoso.com.br/.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Bem Receber o Turista da Melhor Idade no Rio de Janeiro


Estão abertas as inscrições para o curso de capacitação "Bem Receber o Turista da Melhor Idade no Rio de Janeiro”. Projeto do Ministério do Turismo, realizado pela Secretaria de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida (SESQV), com apoio da Riotur e da ABAV-RJ, a iniciativa visa à qualificação de profissionais do turismo para o atendimento ao público idoso. As matrículas são gratuitas e podem ser efetuadas até o próximo dia 16/02, através do site www.bemreceberoidoso.com.br.

A aula inaugural será realizada no próprio dia 16/02, às 18h, no Hotel Novo Mundo, no Flamengo. O curso acontecerá nos dias 17, 18, 24 e 25/02, de 8h às 12h30 e de 13h às 17h30, no mesmo local. Os interessados poderão optar pelo período da manhã ou da tarde, em que participarão de palestras, seminários, dinâmicas de grupo e fóruns de discussão sobre temas relacionados ao bom atendimento ao turista com mais de 60 anos, tais como: “Desafios do turismo na terceira idade”; “Cuidados de saúde, prevenção de quedas e acidentes com o turista da terceira idade”; “Receptividade e hospitalidade para o turista da terceira idade”; “Alimentação, transporte e entretenimento para a terceira idade”.

Mais informações pelos e-mails contato@bemreceberoidoso.com.br e agente@bemreceberoidoso.com.br ou pelo telefone (21) 38795520. Participe!

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

24 de Janeiro: Dia Nacional do Aposentado

24 de janeiro é o Dia do Aposentado. Atualmente, os festejos relativos à data ainda não são dos mais destacados entre as comemorações de nosso calendário. A situação, no entanto, tende a mudar. O aumento da proporção de idosos em nossa população é uma tendência irreversível e, por consequência, teremos, cada vez mais, aposentados. Assim, a relevância econômica fará com que esta data seja cada vez mais lembrada. Afinal, os aposentados dos tempos atuais foram a força propulsora do Brasil que, hoje, vemos se destacar em âmbito mundial.

Mas não vamos nos prender ao lado mais racional deste Dia. O que devemos reforçar é que os aposentados de hoje são cidadãos ativos e participativos em nossa sociedade. Reivindicam seus direitos com ênfase e são resónsáveis pela construção de uma nova terceira idade - mais uma vez, preparando a estrada para as futuras gerações. Emocionalmente, são cada vez mais fortes, auxiliando na educação dos netos e aconselhando seus filhos na escolha dos caminhos da vida.

Vivemos uma Nova Era, em que a experiência dos mais vividos é imprescindível. No tempo dos bytes e megabytes, a base da formação é cada vez mais necessária para separar o joio do trigo, o que vale do que é irrelevante. E para nos auxiliar nesta peneira, ninguém melhor do que as pessoas que construíram e ainda constroem o mundo atual.

Parabéns a todos os aposentados do Brasil!

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

II Concurso Nacional de Monografias do PTB Mulher

Ajuda às vítimas das chuvas no Rio

O PTB Mulher-RJ promove campanha de arrecadação de água mineral e alimentos não perecíveis, a serem enviados às vítimas das chuvas na região serrana do Estado do Rio de Janeiro. As doações podem ser entregues na sede do movimento, que fica à Rua 13 de Maio, 13, sala 1908, no Centro do município do Rio, de segunda à sexta, em horário comercial. Mais informações pelo telefone (21) 2292-9171. Colabore!

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Tragédia das chuvas



Depois de uma semana da catástrofe das chuvas, que varreu a Região Serrana do Rio, continua ainda incomensurável a real dimensão do desastre, tendo em vista principalmente ao grande número de vítimas ainda desaparecidas, pois muitos vilarejos e comunidades dos sete municípios atingidos foram soterrados pelo tsunami de lama e detritos, que desceu das encostas das montanhas.


Admitir que trata-se de uma 'tragédia anunciada', é 'chover no molhado', pois todos sabemos que, a cada verão, chuvas e tempestades estão a produzir vítimas e traumas há décadas. Mas, mesmo assim, as desculpas e lamentos oficiais continuam também os mesmos, pois permanecemos cultivando a omissão, o populismo e a falta de política responsável de ocupação do solo, numa receita ideal para desastres como este.


Mas, neste momento de dor e sofrimento, somente a fé e a esperança, através do espírito solidário do brasileiro, têm servido para consolar um pouco o coroção daquelas pessoas, que perderam tudo, mas que não abdicaram da vontade de recomeçar. Vamos reconstruir tudo, perseverando que a vida apanha, mas resiste na alma dos fortes.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Antes tarde do que nunca II


Depois que o Superior Tribunal de Justiça reconheceu o direito de segurados do INSS e seus dependentes a serem ressarcidos por dano moral e material, por causa do humilhante e criminoso recadastramento a que foram submetidos em 2003, uma ação do MPF do Paraná pede indenização de R$ 105 milhões.


Ou seja, a iniciativa dá início a uma possível série de ações coletivas de segurados do INSS prejudicados à época, quando o instituto suspendeu o pagamento de aposentadorias e pensões, obrigando que idosos, de 90 anos ou mais, fizessem prova de vida, ao serem forçados a comparecer aos postos para recuperarem os pagamentos.


Aplauso para a Justiça, mas, o mérito maior fica para a perseverança de aposentados e pensionistas, que, através de suas entidades, nunca deixaram de lutar pelos seus direitos. Porém, a luta não acabou, pois falta muito ainda o que recuperar em termos de direito dos idosos a uma vida digna, com respeito, e sem discriminação pela idade. Esta é a nossa determinação.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Antes tarde do que nunca


"Aposentados e pensionistas do INSS que foram prejudicados pelo recadastramento em 2003 poderão ser ressarcidos por danos patrimoniais e morais. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) reconheceu a legitimidade do Ministério Público Federal para entrar com ação civil pública reivindicando o direito para todos os prejudicados - estimados em mais de 100 mil no País.


Há oito anos, o então ministro da Previdência, Ricardo Berzoini, suspendeu o pagamento dos segurados com mais de 90 anos ou que recebiam benefícios por mais de 30 anos. A iniciativa, sem anúncio prévio, só restituia o pagamento aos que fossem até a agência do INSS para fazer prova de vida. A decisão levou caos aos postos do INSS em todo o País. O episódio obrigou o ministro a pedir desculpas aos segurados ee suspender a medida.


Pela Justiça, o governo é culpado por não ter previsto as consequências danosas aos segurados, pois muitos foram surpreendidos nos caixas dos bancos, pois não recebiam seus proventos, não tendo dinheiro nem para voltar para casa."


Resta saber quantos idosos ainda estão vivos ou em condições de esperar o resarcimento determinado pela Justiça. De qualquer forma, a decisão serve para alertar a autoridade pública para ter mais responsabilidade quando o assunto envolve a sobrevivência de aposentados e pensionistas. A luta pelo reconhecimento do direito dos idosos continua.


Fonte: O Dia