quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Reverenciar idosos é obrigação



Nesta quinta-feira (18/12), dois exemplos de sublime reverência a personalidades idosas foram destaques durante a diplomação dos eleitos na Câmara Municipal do Rio. O mais antigo vereador em atuação, Sami Jorge, com mais de cinqüenta anos dedicados à vida pública, foi ovacionado por quase dez minutos de aplausos. E, além dele, a suplente Sandra Rabello, uma jovem senhora de cabelos cor-de-prata, também foi muito festejada. Para muitos a cena poderia ser comum, para nós é uma demonstração do vigor, da tenacidade e da perseverança dessa gente, que, apesar do passar dos anos, ainda faz da Melhor Idade instrumento de busca e realizações.

É gente que merece todo nosso respeito e admiração, que, mesmo de cabelos brancos, ainda têm muito a dar à sociedade, pois a maturidade é uma virtude, cujo valor ainda é negligenciado, principalmente por aqueles que insistem em ignorar a realidade atual, onde o envelhecimento populacional é confirmado em todas as estatísticas. Para mim, estamos no limiar de uma era em que, cada vez mais, a experiência dos mais velhos compartilhará com a pujança da juventude a responsabilidade de definir novos rumos em direção ao progresso e à justiça social.

Para tanto, é inadiável o compromisso das autoridades em assumir posições tendo em vista a implementação de políticas públicas obedecendo às expectativas e demandas dentro desta nova realidade, ou seja, em que a longevidade toma forma concreta na sociedade. É imprescindível, portanto, que todas as instituições públicas ou privadas repensem suas estratégias, visando adequar-se, pois, se assim não procederem, estarão fadadas ao fracasso.

Um comentário:

MARGARIDA FROUF disse...

SEU RELATO É O MAIS CORRETO, NA ÁRVORE DA VIDA É O NOSSO CAMINHO ONDE TEMOS A EXPERIÊNCIA DA VIDA E PODEMOS ORIENTAR A QUEM POSSA INTERESSAR...